Sobre Ecoturismo

Fazer trilhas é uma das opções do Ecoturismo

O ecoturismo caracteriza-se pela apreciação de ecossistemas pouco explorados pelo homem, ou seja, com sua vida nativa bem preservada e em estado natural.

Entretanto, o constante tráfego de pessoas pode prejudicar e agredir o ambiente, por isso essa forma de turismo é acompanhada por uma série de programas de conscientização ambiental, para que as pessoas saibam como devem se comportar no local de visita para que não cause danos ao mesmo.

É acima de tudo uma proposta de contemplação da natureza de forma sustentável, incluindo a qualidade ambiental e a inclusão social. Os cenários mais constantes do ecoturismo são paisagens rurais, áreas florestadas e regiões costeiras.

No Brasil

Foi em 1994 que a Embratur, IBAMA e o Ministério do Meio Ambiente publicaram as Diretrizes para uma Política Nacional de Ecoturismo ou turismo ecológico denominado como: um segmento da atividade turística que utiliza, de forma sustentável, o patrimônio natural e cultural, incentiva sua conservação e busca a formação de uma consciência ambientalista por meio da interpretação do ambiente, promovendo o bem-estar das populações.

Praia ou frio? Eis a questão..

Praia ou frio? Eis a grande questão… Uns preferem o clima frio e o aconchego do inverno e outros já preferem o verão por conta do calor humano, festas, sol e etc. Em qualquer um dos dois casos há ótimas dicas de lugares que devem ser visitados pelo público. A dica da vez é de lugares onde há neve, frio e etc, principalmente lugares onde há passeios de snowboard. Vamos lá?

1] Äre, Suécia
Além das pistas fáceis para iniciantes, há opções para os mais experientes. Já os aventureiros podem saltar de helicóptero no topo da montanha e encarar pistas selvagens. A cidade ainda oferece diversas outras atividades ligadas à neve ou não. Passeios de teleférico e trenó de Huskies Siberianos, safári no snowmobile e pular na mais longa tirolesa da Europa são imperdíveis. Durante a noite, Äre é uma cidade bem animada, com seus restaurantes, bares e boates.

2] Aspen, Estados Unidos
Aspen oferece uma vasta estrutura de transporte: quatro estações, 39 teleféricos e  sistema de ônibus em todas as pistas. Ajax é para esquiadores e snowboarders de nível avançado. Buttermilk é para iniciantes. Snowmass e Aspen Highlands se destacam pela diversidade atendendo todos os níveis. Passeio de balão, 200 lojas e galerias espalhadas pela cidade também são opções de entretenimento.

3] Courchevel, França
Courchevel é um complexo de quatro vilas que mudam de acordo com a altitude. À medida que os locais vão subindo, o luxo segue o fluxo. Lá, encontram-se restaurantes, hotéis cinco estrelas e chalés fabulosos. A estação de esqui é mantida com cuidado e oferece opções para todos os níveis e idades. Diversas pistas técnicas e selvagens atendem a demanda dos que procuram desafios.

4] Fernie, Canadá
Um paraíso para quem quer ir aos limites. Fernie é um complexo de mais de mil hectares de montanhas. Suas pistas estão entre as mais perigosas e extremas do mundo para a prática de esqui. Nos pontos mais críticos, os declives podem chegar até 40 graus.

5] Himachal Pradesh, Índia
Seguindo a linha radical, Himachal Pradesh é outro destino para viciados em adrenalina. Esqueça teleféricos: a única maneira de chegar a mais de 5 mil metros e descer a cordilheira do Himalaia indiano esquiando é de helicóptero. O requisito básico para participar dessa aventura com paisagens formidáveis é participar de uma aula sobre como agir em caso de avalanche. Na cidade, mercados, ruas movimentadas e casas de pedra.

6] Sierra Nevada, Espanha
Saindo da cidade de Granada por uma estrada de 32 quilômetros chega-se ao ponto de esqui mais ao sul da Europa. Do topo da montanha é possível ver cordilheiras montanhosas do Marrocos. Um dos grandes atrativos é o clima agradável, com temperaturas não tão baixas e sol mesmo no inverno. Não deixe também de aproveitar a beleza de Granada com seus palácios, museus e típicos bares tapas considerados uns dos melhores da Espanha.

7] St. Moritz, Suiça
Localizado nos Alpes suíços, o hotel oferece excelentes opções de esqui, principalmente para pistas selvagens. A estação indicada para iniciantes é a Corviglia, mais próxima do centro da cidade. Para os mais experientes, Diavolezza e Lagalb podem ser alcançadas de trem ou ônibus. Outros esportes curiosos que podem ser praticados são pólo, críquete, golfe e corrida de cavalo no gelo.

8] Taos, Estados Unidos
Apesar do resort local ter uma reconhecida escola de esqui, os que mais aproveitam as pistas de Taos são os experientes. A cidade, há cerca de 30 quilômetros do hotel, é um encontro de diversas culturas nativas americanas. Durante os anos de 1890, Taos transformou-se em uma colônia de artistas que inspiraram nomes como DH Lawrence and Georgia O’Keeffe.

9] Verbier, Suiça
Verbier se tornou a capital europeia de esqui e frio. Com grande diversidade de opções de restaurantes e bares, a estação atende a todos dos gostos. Um das peculiaridades são suas pistas selvagens mais moderadas. Se desejar, voo de parapente e trenó de huskies siberianos são alternativas de lazer.

10] Whistler, Canadá
Sede das Olimpíadas de Inverno de 2010, Whistler é conhecida pela qualidade de sua neve e pela quantidade de estrangeiros que passam por lá. Suas excelentes pistas oferecem as mais contínuas quedas verticais do continente americano nas montanhas de Whistler e de Blackcomb.

Enquete

A moda do momento são os tipos de cruzeiros ofertados. Tem para todos os bolsos, gostos e destinos (litorais, claro). Porém, o que muitas pessoas não sabem é que os resorts – aquele hoteis que além de ofertarem hospedagem, possuem outras atrações e atividades disponíveis – podem ser muito mais econômicos, principalmente durante a baixa  temporada.

Resorts são ótimas opções para finais de semana e feriados prolongados, já que é uma maneira de fugir da rotina do dia a dia.

Pensando no que pode ser mais atrativo para você, uma enquete foi criada com 4 exemplos de resorts. Talvez assim seja mais fácil iniciar suas pesquisas de hospedagem + diversão + relaxamento = resort.

Turismo em Natal – RN

Um dos destinos que tem sido bastante procurado pelos brasileiros e estrangeiros. Com uma rápida pesquisa fica bem facinho saber o porque. Natal é um paraíso e pronto! Isso explica tudo. E tem muito o que fazer por lá. Olha só:

Centro de turismo de Natal:

Ele já foi asilo de mendicidade, orfanato feminino e casa de detenção e então foi transformado em um Centro de Turismo conhecido como Casarão, há vários anos tornou-se um local de manifestações artísticas e culturaise e dispõem de serviços de apoio turístico, como loja de artesanato, galeria de arte, teatro, restaurante, boate, bar, lanchonete, entre outros. A vista é linda: as praias urbanas.

Farol de Mãe Luzia

O mais alto da América do Sul, tem 151 degraus e proporciona uma vista lindíssima da capital.

Fortaleza dos Reis Magos

Esse é um forte militar construído em 1598. Tem uma longa história sobre a Revolução no Rio Grande do Norte que vale a pena ser conhecida. Ele tem forma de polígono estrelado e planta foi feita por um jesuíta.

Morro do careca

É bem fácil adivinhar o motivo desse nome. O Morro do Careca tem esse nome porque é uma duna de 120 metros de altura toda margeada por vegetação, dando mesmo a impressão de ser uma cabeça careca. Esse é um dos mais belos cartões postais do país.

O maior cajueiro do mundo

Ele mede cerca de 8.400 metros quadrados de copa e 120 anos de vida. O cajueiro fica na praia de Piarangi, uma das mais badaladas do litoral sul de Natal.

Teatro Alberto Maranhão

Tombado como Patrimônio Histórico, o Teatro conserva a arquitetura francesa e cerâmica holandesa.

Mergulho nos Parrachos de Maracaju

Essa é a grande atração de Maracaju. Lá, todos podem conhecer as maravilhas do fundo do mar. Pra mergulhar, os turistas pegam uma embarcação e andam sete quilômetros mar adentro, passa pelo Farol Teresa Pança até chegar em uma plataforma flutuante. Lá é possível ver os cardumes de peixes coloridos bem de pertinho. Esse passeio é pago.

Praia da Pipa

Distante 85 km de Natal, a Praia da Pipa é um paraíso de montanhas e praia, um misto de rusticidade com a modernidade de hotéis, pousadas, bares, restaurantes e danceterias.

Ma-noa Park

Diversão em família é garantido no Ma-noa. É um parque aquático que fica na Praia dos Anéis.Tem uma estrutura ótima e bem completa, com bar, piscina, restaurante, toboáguas, ria artifical de aguar correntes, passeio a cavalo, quadricículo e catamarã com opção de mergulho.

Passeio de Buggy

Com cerca de 8 horas de duração essa é uma das maiores atrações de Jenipabu. Passa pelos simpáticos e nada bonitos dromedários, faz travessia de balsa artesanal até chegar nas lagoas de Pitangui e Jacumã. Tem também o aerobunda e o esquibunda.

Praias:

Galinhos: Essa praia é quase uma ilha. É cercada de água por quase todos os lados, apenas um continua com a porção de areia branca que vai parar na praia de Caiçara do Norte. Galinhos é banhada de um lado pelo mar, de outro pelo rio. É onde o sol nasce e se põem. Um espetáculo!

Ponta Negra

Fica no Morro do Careca, tem uma ótima estrutura para receber os turistas. Conta com hotéis, pousadas e restaurantes, é palco de diversos agitos noturnos. É lá que fica um dos resorts mais procurados de Natal. O Costa Branca Eco Resort, onde a prioridade é o ócio criativo. A orla é utilizada pelos visitantes que desejam caminhar, descansar ou apenas bater um papo com os amigos.

Corais de Pirangi

O complexo turístico Marina Badauê fica em frente ao Maior Cajueiro do Mundo. Lá tem passeios e mergulhos de barco e piscinas naturais, onde se tem as formações de corais sobre os arrecifes que surgem na superfície quando a maré baixa.

Fernando de Noronha

É claro, não dá pra esquecer esse paraíso tombado como Patrimônio Mundial da Humanidade, pela UNESCO, em 2002.

É um arquipélago com 21 ilhas e população de menos de 3 mil habitantes. Na verdade, ele pertence a Pernambuco, mas Natal fica mais perto.

Forró

Ir pra Natal e não conhecer o legítimo Forró pé de serra chega a ser quase um pecado. Lá tem o Forró com Turista, que é um restaurante a céu aberto (também tem o espaço fechado) que toca música ao vivo e reúne milhares de pessoas pra dançar noite adentro.

Também tem a Rastapé, onde o som da zabumba embala os corpos dançantes no salão. O espaço é pra mais de mil pessoas e tem cinco bares espalhados por todo a área do Rastapé.

Pacotes

No Shoptime Viagens, o pacote de três de dias, que inclui passagens aéreas e hospedagem está em promoção. A partir de 10 x 60.

Na Americanas Viagens, comprando passagens aereas e hotel, o desconto pode chegar a 30%.

Se o problema for o Hotel, no site Hoteis.com tem uma lista enorme com especificações de localização, o que tem por perto e serviços prestados.

Conheça New York

É lindo, é maravilhoso e é sonho de muita gente, mas aí, quando chega na hora H, muita gente nem sabe o que fazer por lá. Então, vamos lá, marinheiros de primeira viagem… Vamos fazer uma lista de tudo o que há de bom em New York. Primeiro: Se você é brasileiro (ou outra nacionalidade) e vai pra lá, é bom ter uma quantia em dinheiro guardada (e trocar por dólar, é claro), e aproveitar boas promoções. Podem ser pacotes (pra viagens mais rapidas), ou só passagens aereas mesmo. (No Shoptime Viagens elas estão custando US$ 908). Ah, claro, você vai precisar de um bom lugar pra dormir, tomar banho, fazer as necessidades e tudo mais… Ou seja, um bom hotel em New York, pousada, hostel ou o que preferir. Aliás, o que melhor atender às necessidades né… Ok. Chegando lá… O que fazer? As atrações em New York são inúmeras.

Pra quem quer um passeio mais urbano, pra começar a viagem, a parada pelo amado Central Park é obrigatória. Tem também o Rockfeller Center (Simbolo de poder e riqueza), Catedral de St.Patrick, Times Square, Broadway, Greenwich Village, Soho, Chinatown, Pier 17, Strawberry Fields a ponte do Brooklyn,o Battery Park, e é claro, a imponente Estátua da Liberdade. Se você curte um belo passeio de bicicleta,o Hudson River Park Greenway e o  Central Park são ótimos locais pra isso.

Estátua da Liberdade

Pra chegar até ela tem que pegar a balsa no Battery Park e vai para a Liberty Island. Chegou. As visitas internas só são permitidas com reservas. Essa travessia dura 15 minutos e é paga. O preço é diferenciado para crianças e adultos.

St. Patrick’s Cathedral

É a maior catedral dos E.U.A. Tem estilo gótico e levou 29 anos pra ser construída. Os vitrais são maravilhosos. Ela é tão conhecida e ‘disputada’ que no Natal, até concerto de Pavarotti já teve.

Patinação no gelo

Quem quer patinar, ou tentar patinar no gelo, tem opções para escolher. Tem o Wollman Rink, que fica no Central Park. Tem também o Rockefeller Center, onde a tradição é patinar por lá, bem pertinho da estatua de Prometeu. E por fim, tem a The Pond. Um gramado durante o verão e uma pista de patinação durante o inverno. Se você levar os patins, a patinaçao é gratis, se não, tem de pagar. Lá tem ate feirinhas ao estilo europeu. Uma graça.

E muiiita coisa mais que se eu for escrever tudo em um post, fico até amanha. Entao, o restante, fica para o próximo post. Beijo e planejem a viagem!

Dica do mês: Cruzeiros marítimos, resorts e hostels.

viagem de navio As férias de carnaval chegaram ao fim, mas promoções das companhias aéreas ainda vive. A dica de hoje são os cruzeiros, você viaja com os navios por até 70% de desconto ou dependendo do destino que você paga apenas a taxa de embarque. A primeira coisa que você precisa fazer antes de viajar é a pesquisar e obter informações adicionais sobre o destino que deseja conhecer.

Como funciona? Pesquise sobre o navio no site da empresa para ter uma idéia sobre restaurantes, alojamento e atrações. Também não se esqueça de anotar o que e quando são as excursões em terra, já que são organizados passeios e atividades nas cidades portuárias em que o navio vai passar. Dependendo da empresa, você pode até fazer uma reserva em agências de turismo online, como Submarino Viagens ou Americanas Viagens.

Também dê uma olhada no itinerário para ter uma idéia de como se vestir em ocasiões especiais: a maioria dos cruzeiros têm ao menos uma noite formal, o que significa pelo menos um vestido longo para as mulheres ou um terno para os homens. Se você não quer estar lá, você pode solicitar serviços de quarto durante estas noites. Uma dica importante é sempre levar uma bagagem de mão para o seu primeiro dia no navio. Pode demorar um pouco para ver sua bagagem depois que embarcar, assim que tenha em mãos uma muda de roupa e um pijama em reserva com você.

Onde você encontra essas belíssimas promoções? Veja aqui algumas ofertas de cruzeiros do Submarino Viagens:

3 noites com MSC Melody – 10x de U $ 15

3 noites com Grand Voyager – 10x de U $ 23

3 noites com Costa Serena – 10x de U $ 27

3 noites com MSC Lirica – 10x de U $ 29

3 noites com MSC Orchestra – 10x de U $ 32

3 noites com o Grand Mistral – 10x de U $ 34

7 noites com Costa Victoria – 10x de U $ 60

Não quer sair num navio? Tem mais dicas: resorts e hostels. Vamos lá?

Quando o dólar está alto, viajar dentro do seu próprio país pode ser uma perfeita opção. Como? Mesmo eu e você morando no Brasil, acredito que nem eu, nem você nem outras pessoas conhecem toda a beleza natural que esse lugar possui. Mesmo que alguns não reconheçam, tem muita coisa a ser explorada no Brasil, assim que uma viagem pelo nosso país pode ser cheio de aventuras, uma descoberta da sua própria cultura, já que a diversidade aqui é gigantesca.

Quando decidimos que vamos viajar, temos que pensar naqueles detalhes básicos antes de decidir o destino: procure uma agência de turismo e faça a sua reserva, também dá pra montar um pacote turístico, incluindo passagens aéreas, hospedagem e tudo mais, evitando assim a fadiga e um gasto maior.

Aonde se hospedar? Você pode pensar em um resort, com todo o lazer e alimentação incluídos no pacote. Para quem não quer gastar tanto em hospedagem, pode optar por um hostel, um hotel alternativo. Conheça um pouco mais sobre essas duas hospedagens:

Resort: É o lugar ideal para quem procura fugir do estresse da rotina, relaxar ou procurar agito. Geralmente fica fora do centro urbano, é focado em lazer e atividades recreativas. É o que costumam chamar de hotel cinco estrelas atualmente. Lá você encontra conforto, beleza natural e um variado menu de esportes, compras, entretenimento, gastronomia, bebidas e muito mais. Se você quiser viajar e se interessou nos resorts, dê uma olhada neste top brasileiro:

1º Costão do Santinho – Florianópolis
2º Iguassu Resort – Foz do Iguaçu
3º Itamambuca Eco Resort – Ubatuba
4º Nannai Beach Resort – Porto de Galinhas
5º Salinas do Maragogi – Alagoas
6º Beach Park Suites Resort – Aquiraz
7º Melia Angra Marina Convention Resort – Angra dos Reis
8º Águas do Treme Lake Resort – Inháuma
9º Pestana Angra Beach Bungalows
10º Jurerê Beach Village – Florianópolis

Hostel: Indicado para quem não quer gastar muito dinheiro numa viagem. É hospedagem alternativa, cujos quartos coletivos custam entre 20 e 30 reais a diária e o privado na faixa de 70 a 90 reais. Possui muitas opções de lazer, entretenimento, cozinha coletiva, piscina, esportes e jogos. A filosofia principal de um hostel é oferecer um intercâmbio cultural entre as pessoas de todo o mundo. O tratamento de um hostel é sempre casual e ideal para se fazer novos amigos. Confira um top dos melhores hostels brasileiros:

1º Klein Hostel – Foz do Iguaçu
2º Bonito HI Hostel – Bonito
3º Barra Guest Hostel – Salvador
4º Albergue da Juventude – Bonito
5º Hostel Lua Cheia – Natal
6º Copa Hostel – Rio de Janeiro
7º Arraial D’Ajuda – Porto Seguro
8º Alpha Hostel – Rio de Janeiro
9º Lagoa Hostel – Florianópolis
10º Family House Hostel – Paraty

Escolha o Hotel ideal

Hospedagem

Planejar as férias envolve muito mais que revisão no carro e lista de roupas a levar, ou lista de compras e lugares a serem visitados. Antes de tudo, é preciso saber exatamente pra onde vai e o que vai fazer lá, e pensar muito nisso na hora de escolher o hotel.

Muita gente escolhe pelo baixo preço, mas, quando chega ao destino, descobre que o hotel escolhido fica na contramão de todos os outros lugares que você deseja conhecer. É como ficar na zona Norte de São Paulo e querer conhecer tudo o que tem na Zona Sul. Super oposto. Aí, o que parece ser barato saí muito mais caro.. com gasolina, ou táxi, ou ainda o metrô. Por isso, o principal item a ser verificado é a localização e o que tem por perto do hotel.

– Os tipos de quarto e os serviços oferecidos pelo hotel também devem ser observados. Há os quartos ‘single’ e os para casais,os tipos de camas geralmente são especificados e isso é importante, afinal, tanto solteiro ou acompanhado, ninguem quer dormir espremido.

Quanto aos serviços, é bom estar informado quanto ao atendimento de quarto. O que o hotel disponibiliza (café da manha, toalhas, telefone, internet, televisão, frigobar, secador de cabelo, entre outros que para as mulheres, muitas vezes são fundamentais). É bom também estar atendo à voltagem elétrica da cidade a ser visitada. Santa Catarina, por exemplo, é um dos estados com voltagem 220.

Quem vai ficar no hotel por um período prolongado, por questão de conforto e até economia, pode optar por aqueles quartos um pouco maiores, com uma mini cozinha. Assim, quem desejar pode fazer a comida ou lanches.

Quanto à reserva, pode ser feita por telefone. Pra isso, os hoteis disponibilizam sites com as informações necessárias. Ou, guias online costumam ser muito úteis, como o Hoteis.com, que tem uma lista enorme de hoteis, tanto no Brasil todo, como em todas as Américas, Europa, Asia e Africa. E o bom é que o site traz informações detalhadas sobre os serviços prestados em cada hotel, e também a localizaçao de cada um. Isso ajuda bastante na hora de otimizar o roteiro.